Quadrinhos

Caçada a Caamanha I HQ de Terror baseado no Folclore do Pará está no Catarse

Escrito por Ricardo Ramos

O quadrinho Caçada a Caamanha está em campanha de financiamento coletivo no Catarse. Inspirado no folclore do Pará, a trama de terror lida com uma seita responsável pelo desaparecimento de dezenas de crianças na cidade de Itaciara. Confira a sinopse completa abaixo:

“Nos anos 80, os policiais Andrade e Tancredo foram responsáveis por desbaratarem uma misteriosa seita Filhos de Caamanha, que havia sequestrado dezenas de crianças. Todos os envolvidos foram identificados e condenados, exceto a líder da seita, conhecida de Mãe do Mato, que desapareceu. Nenhuma das crianças foram encontradas e o caso foi encerrado.

10 anos depois, uma mulher foi identificada como a Mãe do Mato. Fato que reúne novamente a dupla que havia desaparatado o crime no passado, na esperança de que a mulher possa finalmente revelar o destino das crianças desaparecidas. No entanto, alguns mistérios talvez devessem não ser revelados.”

 

O projeto Caçada a Caamanha é capitaneado por Ikarow, autor de Rio Negro – Lendas da Primeira Tribo e O Monstro. A ideia surgiu durante uma viagem de férias pelo Pará em 2018, quando Ikarow conheceu a lenda de Caamanha. Uma figura que assustava trabalhadores na floresta. Ela colocava gravetos enfeitiçados em suas redes ou nos seus utensílios para que adormecessem e fossem devorados por animais.

Caçada a Caamanha contará com uma galeria de arte composta por uma galera muito talentosa do quadrinho independente nacional: Leander Moira, Tiago Palma, Dudu Torres, Otoniel Oliveira, Leopoldo Anjo e James Figueiredo.

Caçada a Caamanha tem formato 26 x 18,7 cm, 130 páginas e você pode conhecer mais sobre a campanha de financiamento coletivo, suas recompensas e seus valores clicando AQUI.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Ricardo Ramos

Nerd, escritor, jogador de games, cervejeiro, rockêro e pai da Melissa.

Contatos, sugestões, dicas, idéias e xingamentos: ricardo@torredevigilancia.com

Deixar um comentário

Or