Consoles Gameplay Games PC

Os melhores games de 2015

Escrito por Luan Oliveira

O ano de 2015, foi muito movimentado para a indústria dos games. Novos jogos foram lançados, uns bons e outros nem tanto, outros voltaram em versões Collection e Remastered. Tudo isso para alimentar a ânsia dos jogadores pelas possibilidades de processamento dos consoles da nova geração, que até então tinham sido pouco aproveitados.

E como todo final de ano, trouxemos os principais lançamentos do ano de 2015, para você que não conseguiu acompanhar essa avalanche de novidades, possa faça uma rápida retrospectiva. Tudo que marcou de forma positiva esse ano para os gamers.

Obs: Os jogos foram listados seguindo as ordens de lançamento.

 

 

BB_LOGO_TM_1426158391 (1)Bloodborne não é um game para os fracos. Da mesma criadora da série Souls (Demon´s Souls; Dark Souls), segue a filosofia de seus antecessores, possuindo a mesma estrutura de curva de aprendizagem. Para não ser maltratado pelo jogo, você precisa conhecer armas e ataques, e entender a mecânica do game logo cedo. Caso contrário haverá punições não muito agradáveis.

Se você já jogou algum jogo da série Souls, sabe muito bem do que estou falando.

Plataforma: PlayStation 4

 

 

 

 logoCom uma trama digna de uma boa série policial, temos Battefield Hardline, que nada mais é que um spin-off da franquia de guerra Battlefield, a grande jogada aqui é que em vez de controlar esquadrões de militares com patentes altíssimas, você agora faz parte de um Departamento de Polícia, que está encarregado que investigar e prender os compactuantes do crime organizado. 

Uma pegada muito diferente dos outros jogos da franquia. Mas mantem o grande foco no multiplayer, não deixando de lado a excelente campanha solo, e a jogabilidade bem familiar para os amantes de Battlefield.

Plataforma:  PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360 e PC.

 

 

       banner-mk2011Mortal Kombat X, é o 10º jogo da franquia. Serviu para melhorar a imagem do game, que estava decaindo diante de jogabilidades complexas e pouca diversão de seus antecessores. Trouxe de volta personagens clássicos e cenários mais sombrios, além de golpes com “raio-X”, e Fatalities que deixaram o jogo ainda melhor.

E com todo o sucesso nos consoles e PC´s, foi desenvolvida uma versão para smartphones.

Plataformas: PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360, PC, Android, e iOS.

 

 

logo_0O vencedor das duas principais premiações dos games, não poderia ficar de fora de nossa retrospectiva, The Witcher III: Wild Hunt, foi premiado como melhor jogo do ano pela Golden Joystick Awards, e pela The Game Awards. Com todas as versões ganhando excelentes críticas. Para se ter noção da qualidade de The Witcher III, foram feitos mais de 1 milhão de pedidos para sua cópia durante a pré-venda, e em apenas duas semanas depois de seu lançamento foram vendidas cerca de 4 milhões de cópias. E em Agosto o game passava das suas 6 milhões de cópias.

Plataformas: PlayStation 4, Xbox One e PC.

 

 

 

batman_arkham_knight__logo_by_rajivmessi-d7frfhrÚltimo jogo da franquia produzido pela Rocksteady Studios. O game segue cinco anos após os acontecimentos de Arkham City, a cidade de Gotham está literalmente tomada por Scarecrow (Espantalho), que se encontra na liderança de todos os vilões clássicos do Cavaleiro das Trevas, porém durante a trama uma nova ameaça surge, e faz com que tudo desabe diante do homem-morcego. Uma das melhores histórias do Batman nos games.

Batman Arkham Knight teve recepção positiva, porém sua versão para PC sofreu sérias críticas diante de bugs, e alguns outros problemas técnicos, e isso fez com que a Rocksteady parasse de distribuir a cópia do game para PC, o que deixou muitos fãs decepcionados.

Plataformas: PlayStation 4, e Xbox One.

 

 

 

until-dawn-endings-guide-640x325Umas das surpresas do ano, Until Dawn chegou desconhecido e saio como uma febre, com conceitos básicos de um filme de terror o jogo, conseguiu arrancar muitos sustos nos que arriscaram algumas horas de gameplay. Mas o que mais encantou foi sua mecânica de “efeito borboleta”, onde todas as ações que você realiza durante sua jogatina pode gerar consequências no futuro, e por isso ele possui um número razoável de finais alternativos. Muito bom, e fez com que o jogo não tivesse uma data de validade curta. 

Plataforma: PlayStation 4.

Análise completa aqui.

 

 

 

Metal_Gear_Solid_V_-_The_Phantom_Pain.svgMetal Gear Solid V: The Phantom Pain é a continuação direta de  Metal Gear Solid V: Ground Zeroes. O jogo possui tudo de melhor que a Konami poderia oferecer para um dos seus melhores games, história excelente, qualidade, gráfica, dublagem, e a marca registrada da franquia, espionagem, e ação, mas só isso não foi o suficiente, o jogo conta com uma novidade a exploração de um mundo aberto, nunca antes vista em um jogo da série Metal Gear, tornando-o um dos principais pontos a serem questionados pelos fãs mais hardcores

O jogo teve um hype altíssimo, pelo fato de ser o último trabalho de Hideo Kojima, em parceria com a Konami. Porém rumores apontam que não será o último Metal Gear a ser lançado.

Plataforma:  PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360, PC.

Análise completa aqui.

 

 

Assassins-Creed-Syndicate-585x274O novo game da franquia Assassin´s Creed, leva o jogador até Londres, em plena revolução industrial, onde no controle dos irmão Freyes, deve conter os planos dos templários. Os grandes destaques do título são os gráficos de alta qualidade característicos da franquia e as novidades com as carruagens.

Considerado pra muitos um dos Assassin´s Creeds mais divertidos, o jogo como qualquer outro da franquia peca em bugs, mas corrige os principais erros cometidos em seu antecessor Assassin´s Creed Unity.

Plataforma: PlayStation 4, Xbox One e PC.

Análise completa aqui.

 

 

 

fifa-16-logo-2E como todos os anos, os jogos de esportes marcaram presença, e em 2015 quem roubou a cena foi o FIFA 16, e PES 16. A disputa entre os dois pela mercado, principalmente o brasileiro foi muito interessante, e as novidades que cada um trouxe para tentar cativar desde os jogadores mais casuais até os mais hardcores foi impressionante. Jogabilidade e gráficos de pontas, foram as principais armas das empresas.

Diante de tudo isso fizemos um duelo entre os dois jogos para ver quem se sairia melhor em 90 minutos de partida, confira aqui o resultado desse duelo de titãs.

Plataformas: FIFA 16, disponível para PC, PlayStation 3,PlayStation 4, Xbox 360Xbox One, Android e iOS e Pro Evolution Soccer 16, disponível para PCPlayStation 3,PlayStation 4, Xbox 360Xbox One.

 

 

 

Black_Ops_III_logoE para não ficar para trás a EA, lançou além de FIFA 16, Call Of Duty Black Ops III. Seguindo os passo de seus antecessores, o game trás a tecnologia para o seu lado, te auxiliando quando necessário. Com novas habilidades especializadas, a jogabilidade fica cada vez mais difícil para quem ainda não está familiarizado com a franquia.

Além de novidades como os Especialistas, as variedades de modo de jogo agradam, assim como o modo multiplayer.

Análise completa aqui.

 

 

 

fallout-4-logoFallout 4 chegou para provar que a fórmula criada pela Bethesda, continua funcionando. Conseguindo proporcionar longas horas de diversão e exploração no seu cenário pós-apocalíptico.

Mesmo com bugs e pouca inovação, o game reúne todas as características que amamos na franquia e ainda conseguiu dar mais liberdade para decisões do jogador.

Plataforma: PlayStation 4 , Xbox One e PC.

Análise completa aqui.

 

 

 

 

 

star-wars-battlefront-logoO responsável por reviver de forma épica a franquia da EA, Star Wars Battlefront, o game consegue agradar a antigos fãs da série e novatos no universo de George Lucas. Mesmo com a ausência do modo campanha,  o jogo justifica sua existência pelo excelente multiplayer.

Uma bela recriação de Star Wars, e um sólido e simples FPS. Este é um jogo que você vai amar intensamente ainda que por um curto espaço de tempo.

Plataformas: PlayStation 4, Xbox One, e PC.

Análise completa aqui.

 

 

 

 

rainbowsixsiegelogoRainbow Six Siege é um ótimo jogo, muito bem feito, que poderia contar com um modo história ou mais opções para o próprio multiplayer, que não decepciona, porém é muito repetitivo. Com  jogabilidade incrível, ele oferece uma experiência que chama a atenção pelo realismo.

Quem costuma “rushar” nos jogos de FPS como Call of Duty e Battlefield certamente encontrará barreiras durante o gameplay, mas nada que impeça uma boa experiencia.  

Plataforma: PlayStation 4, Xbox One, e PC.

 

Essa foi a seleção da gente! Achou que ficou algum jogo de fora? E se 2015 foi tão bom, o que será que 2016 guarda para os gamers?

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Luan Oliveira

"Quando eu era jovem, eu tinha liberdade, mas não via isso. Eu tinha tempo, mas não sabia disso. E eu tinha amor, mas eu não sentia isso. Muitas décadas passaram antes que eu entendesse o significado destes três. E agora, no crepúsculo de minha vida, este entendimento passou a contentamento"

- Ezio Auditore