Tela Quente

Arremessando Alto: Uma carta de amor ao basquete em atuação notável de Adam Sandler

Escrito por Tassio Luan

Podemos comparar os filmes de Adam Sandler como uma ida numa montanha-russa: Gostamos ou não da viagem dependendo da imersão na qual iremos desfrutar. Vamos gostar de forma parcial ou total? Vai de cada um. Muitos não gostam do tom pastelão que as produções de Adam assumem com frequência, porém podemos curtir tramas puxando para o drama como Click e Como se Fosse a Primeira Vez.

Esse ponto fora da curva vem acompanhado de certo charme e consegue trazer lições importantes para quem assiste. Então, o que Arremessando Alto (Hustle no original) tem a informar para os espectadores? Para os fãs de basquete, muita coisa. E para o público em geral?

Um olheiro de basquete azarado encontra um jogador com um grande potencial e se esforça para mostrar ao mundo que os dois merecem chegar à NBA.

Lendo a sinopse fica notável como não apresenta uma história complexa. Muito pelo contrário, é bastante simples. Não tenta te enganar só para chamar a sua atenção. O filme não tenta reinventar a roda sobre o mundo do basquete e a dura superação para algum jogador ter o seu merecido lugar ao sol. Inúmeras produções já abordaram esse tema. Entretanto, não quer dizer que este em questão passaria despercebido. Ele também te cativa, emociona, envolve com uma excelente história de motivação.

Sabemos que quando um filme aborda qualquer tema específico, isso quer dizer que poderá atrair um público restrito. Quem não estiver acostumado tende a ficar um pouco perdido no uso de gírias e termos técnicos. Aposto que o Google estava ao lado quando assistiram O Lobo de Wall Street, A Grande Aposta e A Grande Escolha.

A vantagem de Arremessando Alto tem relação em dar um abraço nos fãs de basquete, mas ao mesmo tempo puxa para mais perto também quem não está familiarizado com o esporte. Dando para entender a maioria dos diálogos e jogadas dos personagens. Claro que o maior deleite para o bom entendedor desse mundo foi prestar atenção nas aparições dos principais jogadores profissionais do ramo. Quem perdeu, confira aqui .

Adam Sandler e Juancho Hernangómez (Bo) conseguiram estabelecer uma excelente química e por causa disso, o filme ficou ainda mais agradável para assistir. Os personagens mal tinham se conhecido, porém pouco tempo depois a parceria parecia de anos. O elenco secundário também se esforçou, como Queen Latifah e principalmente Ben Foster fazendo o papel de antagonista de Stanley Sugerman (Adam).

Arremessando Alto é um excelente filme para conhecer mais da veia dramática de Adam Sandler e também para conhecer mais do basquete sem enrolar a mente com diálogos incompreensíveis para quem não está acostumado em acompanhar as notícias da NBA. Quem já viu, ótimo. Quem não, faça o favor de assistir e curtir bastante. Vale muito a pena dar uma conferida.

Nota: Ouro.

 

Arremessando Alto está disponível na Netflix.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Tassio Luan

Biólogo. Explorador do horror cósmico e de universos desconhecidos.

Deixar um comentário

Or