Anime Cultura Japonesa Séries

Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco é uma modernização desnecessária do anime original

Escrito por José Victor

Depois de diversas polêmicas após seus trailers, Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco finalmente foi lançado na Netflix. Com o objetivo de deixar a obra lançada originalmente em 1990 mais moderna para a geração atual, o serviço de streaming optou por trazer diversos elementos novos para os episódios que foram lançados. Mas será que ficou bom?

Mesmo com algumas adaptações presentes ao longo dos episódios, a trama é a mesma que a do anime original: acompanhamos Seiya em sua jornada para descobrir o paradeiro de sua irmã e em missão, junto com os demais Cavaleiros de Bronze, para proteger Atena e a humanidade contra a possível destruição que será causada por Poseidon e Hades, isso tudo com algumas mudanças presentes ao decorrer dos episódios – que vão desde a mudança de sexo do Shun até a presença de soldados armados e tanques de guerra. Tais modificações serviram para modernizar o anime e até que algumas delas se encaixam bem no decorrer da trama, porém, foram totalmente desnecessárias.

Related image

Shun de Andrômeda se tornar mulher na nova animação foi uma mudança que passa até despercebida durante toda a temporada pois a essência do personagem continua exatamente a mesma, não influenciando em nada na trama. Já o acréscimo dos armamentos de guerra se torna rídiculo em alguns momentos pois, por exemplo, é impossível não rir ao ver Hyoga lutando contra um tanque de guerra usando o seu famoso Pó de Diamante ou vendo Seiya derrubando helicópteros com um simples Meteoro de Pégaso. No geral as mudanças apresentadas durante os episódios funcionam bem na nova adaptação por conta das alterações que a trama original sofreu e chegam até a serem aceitáveis, mas contudo são completamente desnecessárias.

Related image

Outra mudança na trama é a presença de Vander Guraad, um empresário rival que quer montar um exército militar onde os soldados tenham os poderes dos cavaleiros. É um acréscimo que faz sentido na história porém que se torna mais um elemento dentre vários para ser trabalhado, fazendo com que outros elementos importantes fiquem em segundo plano.

Uma melhora bem significativa em relação ao anime original é a forma que os episódios se desenrolam. A história é mais fluida, mais rápida e sem tanta enrolação nas lutas. Porém isso se torna um problema quando toda luta presente durante a temporada é resolvida com apenas dois socos e finalizada com o golpe especial dos cavaleiros. Outro problema quanto a isso é a passagem de tempo, por ser desenvolvida de forma muito rápida, a trama não deixa clara quanto tempo passou em algumas ocasiões mesmo sendo evidente que teve uma passagem de tempo.

Image result for os cavaleiros do zodiaco netflix

Os traços gráficos, que se torna também uma tentativa de modernizar o anime, deixa a desejar em diversos aspectos – se apresentando como se fosse cgi de Playstation 2 em alguns momentos. Um ponto bem positivo da animação são os detalhes dos personagens, de suas expressões, das armaduras e dos golpes de cada cavaleiro. Ruim por um lado, bom por outro.

Em suma, a releitura da Netflix de Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco acaba sendo uma modernização desnecessária do anime original. Mesmo que seja divertido de se assistir, alguns elementos não deveriam estar ali no momento e isso acaba fazendo com que a animação deixe bastante a desejar. O que acaba tornando essa versão interessante é ver como as mudanças vão influenciar no decorrer dos episódios e a forma que a trama se desenrola, de forma rápida e sem episódios desnecessários. No fim das contas eu achei uma animação mediana e me diverti bastante assistindo, inclusive é bem emocionante poder ouvir Pegasus Fantasy novamente. A nova animação funciona bem e caminha ao lado da original, sendo assim, vale a pena conferir sendo você fã do anime antigo ou alguém que nunca teve contato com a obra original.

Seiya e Os Cavaleiros do Zodíaco estão de volta para proteger a reencarnação da deusa Atena, mas uma obscura profecia paira sobre todos eles.

Saint Seiya: Os Cavaleiros do Zodíaco já está disponível no catálogo da Netflix, com seis episódios de 24 minutos cada.

Nota: 2.5/5

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

José Victor

Universitário durante o dia e vigilante da Torre durante a noite. O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller é minha religião e nada me faltará. Escrevo sobre cinema, jogos, séries e o que mais me der vontade.
Contato: josevictor@torredevigilancia.com

Deixar um comentário

Or