Games Quadrinhos

Marvel e Riot lançarão hqs do Universo de League Of Legends

Escrito por Luan Lima

Começando com League of Legends – Ashe: Mãe Guerreira, jogadores e fãs de quadrinhos irão explorar o mundo de Runeterra e mergulhar em histórias sobre seus personagens favoritos. As edições de League of Legends – Ashe: Mãe Guerreira serão lançadas mensalmente em plataformas digitais a partir de 19 de dezembro, seguidas por uma graphic novel publicada pela Marvel e pela Riot em maio de 2019.

“Muitos fãs do Universo Marvel e de quadrinhos compartilham seus interesses e a paixão por contar histórias com a comunidade gamer“, diz C.B. Cebulski, editor-chefe da Marvel. “League of Legends é um dos jogos mais conhecidos da indústria e sua extensa lista de personagens ricos e mundo único são perfeitos para os quadrinhos. Estamos empolgados em fazer parceria com a Riot e ajudar a criar o Universo League of Legends para fãs e jogadores de todo o mundo”, afirma.

“Nós amamos os quadrinhos como uma maneira de contar histórias porque o formato dá aos fãs de League of Legends a oportunidade de ver o mundo de Runeterra e não apenas ler sobre isso”, diz Greg Street, chefe de desenvolvimento criativo da Riot Games. “Nós vemos semelhanças entre o Universo League of Legends e o Universo Marvel, pois ambos apresentam uma série de personagens com origens atraentes e diversificadas. O sucesso da Marvel em desenvolver um mundo através dos quadrinhos e criar grandes narrativas moldou a indústria, e estamos entusiasmados por trabalhar com eles para dar vida às nossas próprias histórias.”

League of Legends – Ashe: Mãe Guerreira conta com a estreia nos quadrinhos do escritor da Riot Games, Odin Austin Shafer, junto a obras de arte impressionantes de Nina Vakueva (HEAVY VINYL), vencedora do prêmio Russ Manning Most Promising Newcomer.

Detalhes adicionais sobre títulos futuros e equipes de criação serão compartilhados em breve.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Luan Lima

"Quando eu era jovem, eu tinha liberdade, mas não via isso. Eu tinha tempo, mas não sabia disso. E eu tinha amor, mas eu não sentia isso. Muitas décadas passaram antes que eu entendesse o significado destes três. E agora, no crepúsculo de minha vida, este entendimento passou a contentamento"

- Ezio Auditore

Deixar um comentário

Or