Quadrinhos

Maramunhã, HQ amazonense está em campanha no Catarse

Escrito por Ricardo Ramos

Começou a campanha de financiamento coletivo no Catarse, Maramunhã conta como uma desavença entre os pacíficos jabutis e quatipurus os levou a procurar as aldeias dos humanos para aprender como fazer a guerra. Um japiim que viu todo o desenrolar da história foi até os espíritos da floresta para que a paz fosse restaurada. As entidades intervêm, mas as consequências da batalha continuam até hoje.

Mas o que é Maramunhã? Bem, Maramunhã (Guerra em Nheengatu) é uma adaptação livre do conto Batracomiomaquia, creditado ao escritor grego Homero. O conto, uma sátira da Ilíada, descreve a Guerra de Tróia substituindo gregos e troianos por ratos e sapos.

 

O quadrinho infanto-juvenil traz a ação da Grécia para a Amazônia, substitui sapos por jabutis, ratos por quatipurus, o narrador que era um corvo por um Japiim e as divindades gregas por espíritos da religião dos indígenas Manaus.

Capitaneado por uma equipe da mais alta qualidade formada por Rayanne Cardoso, Evaldo Vasconcelos, Malu Menezes, Izabelle Regina, Alberto Jean Fermin e Geocan Motter, Maramunhã exalta os artistas amazonenses que vem gerando excelentes trabalhos já há muito tempo.

Maramunhã tem formato 21 x 29,7 cm, 40 páginas coloridas e para saber mais sobre a campanha, recompensas, valores e claro apoiar, clique AQUI.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Ricardo Ramos

Gibizeiro, escritor, jogador de games, cervejeiro, rockêro e pai da Melissa.

Contatos, sugestões, dicas, idéias e xingamentos: ricardo@torredevigilancia.com

Deixar um comentário

Or