Quadrinhos

Editora Glénat publicará as Graphic MSP na França

Escrito por Gabriel Faria

Sucesso editorial da Mauricio de Sousa Produções, o selo Graphic MSP se tornou sinônimo de qualidade no Brasil, entregando graphic novels inventivas e alcançando novos públicos com os personagens clássicos do Mauricio. A iniciativa que revolucionou o mercado nacional está chegando à França, através da Editora Glénat. Saiba detalhes abaixo!

Foram divulgados no catálogo oficial da editora os lançamentos de duas Graphic MSP: Penadinho, de Paulo Crumbim e Cristina Eiko, e Bidu de Luis Felipe Garrocho e Eduardo Damasceno. Os títulos em francês foram traduzidos para “Fantomino” e “Bidou, une vie de chien.”

A Glénat é uma editora francesa que engloba também os selos Vents d’Ouest e Zenda. Criada em 1969 por Jacques Glénat, hoje a editora é uma das maiores da França, com um catálogo diverso composto por BDs franco-belgas e materiais estrangeiros, além do selo de mangás. A editora foi a primeira a licenciar Akira no mundo em seu novo formato, modelo utilizado pela Editora JBC como base para a edição nacional.

Diversos materiais da Glénat já foram (e serão) publicados no Brasil. Entre os anúncios marcados para os próximos meses, destacam-se os materiais da Mythos Editora (Elric, Red Skin, La Nuit des Morts-Vivants, Lady Mechanika), Abril (Mickey: As Mais Loucas Aventuras) e Pipoca e Nanquim (Moby Dick). Grandiosas séries como Era Uma Vez na França, Peter Pan e Titeuf são algumas que compõem o catálogo da editora francesa, que também licencia materiais americanos de editoras como Dark Horse e Image. Quadrinhos brasileiros também são licenciados pela Glénat.

Bidu será lançado no dia 11 de outubro, enquanto Penadinho está previsto para o dia 18 do mesmo mês. Até o momento estes foram os únicos títulos divulgados, porém muito provavelmente o selo chefiado por Sidney Gusman voltará a dar as caras no mercado francês em breve.

Agradecimentos ao Pedro “Hunter” Bouça

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Gabriel Faria

Assistente Editorial, apaixonado por quadrinhos, redator da Torre de Vigilância, criador do blog 2000 AD Brasil e otaku mangazeiro nas horas vagas.

Deixar um comentário

Or