Entretenimento

Disney+ virá com tudo! Conheça todas as novidades do futuro serviço de streaming

Escrito por Daniel Estorari

Aconteceu hoje (11/04/2019), uma coletiva de imprensa realizada por Bob Iger e seus colaboradores, a respeito do Disney+, vindouro serviço de streaming da Disney que promete revolucionar a maneira que os fãs da casa do Mickey, consomem as suas produções.

Iger abriu a coletiva, explicando como funcionará o Disney+. Segundo ele, no primeiro ano serão 25 séries, filmes originais e exclusivos, pretendendo aumentar esse número para 50 até 2021. Já o acervo de produções já existentes, contará com obras da própria Disney, FOX, Pixar, Marvel Studios, Lucasfilm, National Geographic e algumas obras não reveladas da Sony Pictures.

Bob afirmou que o Hulu não se fundirá com a nova produtora, afirmando que apesar de habitarem o mesmo lar, ambos os serviços possuem uma visão de entretenimento diferenciada. Entretanto, a novidade é que aqueles que quiseram assinar os dois canais de entretenimento virtuais mais o ESP+, será possível adquirir o trio a partir de um pacote premium. Futuramente, o Hulu será lançado ao Brasil, mas até o momento, a sua data de lançamento não foi revelada.

O serviço chegará em 12 de Novembro desse ano para os Estados Unidos, custando US$ 6,99 ao mês ou US$ 69,99 por ano. No Brasil, a nova concorrente da Netflix chegará apenas no segundo semestre de 2020, com todos os títulos que serão lançados em outros países mais estreia simultâneas com os Estados Unidos.

A respeito da sua interface, foi revelado que ela funcionará do mesmo modo que os outros serviços de streaming. Basicamente, na sua tela inicial, mostrará os principais lançamentos, filmes e séries já assistidos, recomendações e uma lista feita pelo assinante com as principais obras que ainda serão consumidas.

Será possível criar mais de uma conta, permitindo o compartilhamento de um usuário principal para os seus amigos e familiares.

Iger confirmou aquilo que já era de se esperar: o Disney+ funcionará em televisões smarts, notebooks, pcs, celulares e vídeo-games,  como PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch.

A seguir, você pode conferir as primeiras imagens de sua interface, que inclui o primeiro logo de The Mandalorian e a primeira imagem oficial do seriado em live-action de A Dama e o Vagabundo.

Sobre o seu acervo, vamos começar falando sobre os conteúdos originais da própria Disney. A apresentação começou com um anúncio de um seriado baseado em Se Brincar O Bicho Morde, que será um reboot do filme de mesmo nome lançado em 1993, ambientado nos tempos modernos. David Mickey Evans, o diretor do conto original, dirigirá o piloto e produzirá os outros episódios.

Noelle (longa-metragem protagonizado por Anna Kendrick), High School Musical: The Musical, Frozen II: Behind the Scenes, Diary of a Female President e Phineas and Ferb The Movie estarão disponíveis a partir do primeiro dia de lançamento no Disney+.

Por parte da Pixar, estão disponíveis todos os filmes da produtora a partir do primeiro dia de lançamento do Disney+, com exceção de Toy Story 4, COCO e Os Incríveis 2, que serão adicionados em seu catálogo ao decorrer do ano de 2020.

Forky, o novo brinquedo esquisito de Toy Story 4, ganhará uma minissérie interativa, na qual fará diversas perguntas educativas para o espectador.

Outra personagem da franquia Toy Story que ganhará o seu próprio curta-metragem, é ninguém mais ninguém menos que a Betty, mostrando o que aconteceu com a boneca entre os eventos da primeira animação cinematográfica até o início do novo filme da saga.

Por último mas não menos importante, foi confirmado que os atores John Goodman e Billy Crystal retornarão para o desenho Monstros No Trabalho, nos papeis de James P. Sullivan e Mike Wazowski. O seriado terá como protagonista um novo monstro dublado por Ben Feldman, um talentoso mecênico que sonha em um dia divertir as crianças. Sullivan e Wazowski serão os mentores do personagem principal.

Resultado de imagem para monstros sa

O conteúdo voltado para os adultos ficará encarregado da National Geographic, que disponibilizará um acervo com mais de 30 documentários sobre o planeta Terra e o mundo animal. Todavia, as produções poderão ser assistidas por crianças e adolescentes.

A National produzirá um documentário denominado de The World According To Jeff Goldblum, que terá como foco a narração do ator Jeff Goldblum ao decorrer que inúmeros fotógrafos e cineastas independentes exploram o mais belo que o nosso planeta tem de oferecer.

A Lucasfilm promete ser uma das produtoras peso pesado do Disney+. Todos os filmes da franquia Star Wars, incluindo o episódio IX, serão disponibilizados na plataforma.

Foi exibido durante o evento, o primeiro trailer de The Mandalorian, série protagonizada por Pedro Pascal e idealizada pelo cineasta Jon Favreau, que segundo ele, tentou manter a mesma áurea dos filmes clássicos na obra. Giancarlo Esposito (Breaking Bad), Emily Swallow (Supernatural), Carl Weathers (Predador), Omid Abtahi (Deuses Americanos), o diretor e narrador alemão Werner Herzog (Homem Urso) e Nick Nolte (Trovão Tropical)

A continuação de Star Wars: A Guerra dos Clones será lançada ainda nesse ano, e mostrará o que aconteceu entre a última temporada de o seu antecessor, até o início de Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith.

Por último mas não menos importante, o prequel de Rogue One: Uma História Star Wars, protagonizado por Cassian Andor vivido por Diego Luna, contará com o retorno do ator Alan Tudyk, na voz do droide K-2SO.

Resultado de imagem para k2-so gif

Já a Marvel Studios, relevou inúmeras informações a respeito de suas produções. Kevin Feige subiu ao palco, para informar que, inicialmente, apenas os longas Capitã Marvel, Vingadores: Ultimato, Homem de Ferro, Thor: O Mundo Sombrio e Homem de Ferro 3 estarão disponíveis no catálogo.

Entretanto, todos os filmes da produtora (incluindo Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Homem-Aranha: Longe de Casa), integrarão o acervo do serviço de streaming. Os lançamentos da Marvel Studios, estarão disponíveis a partir de três semanas depois que saírem de cartaz em todos os cinemas mundiais.

Tom Hiddleston protagonizará o seriado do Loki, que se passará milhões de anos no passado. Nada foi dito a respeito de que um ator mais jovem, possa dividir tela com Hiddleston na produção.

A série do Visão e Feiticeira Escarlate será chamada de WandaVision, e deve mostrar os heróis tentando ter uma vida normal e feliz. Elizabeth Olsen e Paul Betany retornarão para os seus respectivos papeis.

Falcon & Winter Soldier será protagonizado por Sebastian Stan e Anthony Mackie. Mais informações a respeito da série não foram reveladas.

Feige confirmou o desenvolvimento de uma série animada baseada nos quadrinhos ”O Que Aconteceria Se…”. Segundo Kevin, a antologia se passará em um universo paralelo do MCU, e contará com o retorno dos astros de cinema como os dubladores de seus respectivos personagens. O primeiro episódio, mostrará Peggy Carter (Hayley Atwell) usando o soro do super soldado ao invés de Steve Rogers. Já o segundo capítulo, será focado em Howard Stark (Dominic Cooper) criando uma armadura super poderosa para Steve Rogers (Chris Evans).

Kevin Feige revelou, que todas as produções originais do Disney+ (com exceção de O Que Aconteceria Se…) serão afetadas pelo final de Vingadores: Ultimato. Além de serem de extrema importância para as próximas fases do MCU nos cinemas, as séries afetarão o rumo que os filmes seguirão nos próximos anos e vice e versa. Personagens apresentados nos seriados, podem aparecer nas telonas, assim como os heróis e vilões vistos pela  primeira vez nas obras cinematográficas, podem dar as caras nas produções ”televisivas”, criando um grande laço entre si.

Resultado de imagem para peggy carter captain america

A conferência se encerrou com uma novidade surpreendente: todas as 30 temporadas de Os Simpsons mais os anos que virão, estarão disponíveis no Disney+.

Os episódios não passarão por qualquer tipo de censura, mantendo suas piadas de duplo sentido. Vale mencionar, que todos os filmes já produzidos pela FOX estarão disponíveis no veículo de entretenimento.

A Disney investirá no Disney+ em seu primeiro ano, cerca de US$ 1 Bilhão, sendo mais uma vez, uma das produtoras mais poderosas do mundo.

Gostaram de todas as novidades? Irão assinar o Disney+? Deixem nos comentários!

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Daniel Estorari

With great powers...

Deixar um comentário

Or