Anime Cultura Japonesa Mangá

Caça Níquel ou Vale a Pena? O Primeiro Ano do anime de Boruto

Escrito por Pedro Ladino

Desde que o mangá de Naruto chegou ao fim, em 2014, tanto a Shueisha, quanto a TV Tokyo/Pierrot, sabiam que teriam que fazer algo para continuar a nadar no dinheiro que a obra proporcionava. O primeiro passo já tinha sido dado ao apresentar o filho de Naruto, Boruto, no último capítulo do mangá. Após isso, tivemos um filme sobre o protagonista, em 2015, chamado de Boruto: Naruto the Movie. Era questão de tempo para que o filho do ninja laranja ganhasse sua própria série.

Cap. 700 do mangá.

Em 2016, começou a ser serializado mensalmente, na revista Shounen Jump, o mangá Boruto: Naruto Next Generations, que começou adaptando o filme de 2015, e depois seguiu seu rumo, se tornando uma das piores coisas em publicação na revista atualmente. Incluindo sexualização de personagens, como Sarada. Mas isso é papo para outra hora.

Já no anime, a Pierrot, estúdio responsável pela série, como sempre, esticou Naruto Shippuden até o episódio 500, adaptando algumas das light novels da série, que se passam pós-mangá. Com isso, em Abril de 2017, começou a exibição do anime. Não adaptando nem o filme, nem o mangá, mas sim trazendo uma história original, mostrando Boruto entrando na Academia Ninja. E… acabou não sendo o que os fãs esperavam, se é que esperavam alguma coisa.

Então, respondendo a pergunta do título: ambos.

Claramente Boruto: Naruto Next Generations é um caça níquel, mas isso não quer dizer ele que seja de todo ruim, pelo contrário, o anime, em sua maioria, apresenta histórias muito boas. Claro, tem episódios fracos, o próprio inicio do anime (Arco da Academia/Fantasmas) é bem meia boca, o que fez com que as pessoas o dropassem.

Eu gosto de dizer que Boruto: Naruto Next Generations possui uma vibe meio slice of life, é simplesmente o dia-a-dia dos alunos na Academia Ninja, e não simplesmente porradaria toda semana. É bem desenvolvido, apesar de episódios de pura vergonha alheia, como o 49, com personagens vestidas de animais, é algo que tem que ser relevado.

Conforme o anime vai avançando, percebe-se uma melhoria, mas tem que ter paciência, e, antes que eu me esqueça, Boruto é um péssimo personagem, namoral.

Não só de história original tem vivido o anime. Durante os episódios 19 e 23, foi adaptado o mangá Naruto Gaiden: O Sétimo Hokage e a Lua que Floresce Vermelha, a primeira continuação oficial do mangá de Masashi Kishimoto, e escrito pelo mesmo, servindo de prólogo para o filme de 2015. Ele desenvolve a personagem Sarada e sua relação com seu pai, Sasuke, e sua admiração por Naruto, tendo assim, seu sonho de se tornar Hokage. Sarada de longe, é a melhor personagem dessa nova safra de Naruto. Esse é o segundo arco do anime, apelidado de “Arco da Uchiha Sarada“.

O novo Clã Uchiha.

O terceiro arco do anime, chamado de Excursões Escolares (25-32), ocorre na Vila da Névoa, e possui boas lutas, além de ser bem animado. Sua história é um tanto simples, e só serviu pra fazer ligação entre o anime e o mangá, que é pós-filme, canonizando o anime na timeline oficial da série. Apesar de ser óbvio que o personagem Kagura irá retornar para a série em breve.

Após isso, veio o arco da Graduação (33-41), que como o nome já diz, traz a graduação de Boruto e seus amigos como Genins, dando inicio assim, as suas missões em time. Vale mencionar que o episódio 39 adapta o one-shot Naruto Gaiden: O Caminho Iluminado pela Lua Cheia, focado em Mitsuki.

Novo Time 7

Já o arco da Gangue Byakuya (42-47) traz um foco maior em Shikadai e possui uma ótima animação, mostrando que quando a Pierrot quer, ela consegue trazer uma boa animação. Para falar a verdade, o anime em si é bem consistente em questão de animação, parece que o estúdio decidiu colocar os animadores de verdade trabalhando em Boruto, e deixou o resto em Black Clover.

Já os episódios 48 e 49 são focados em times de personagens B, os desenvolvendo para o próximo arco, que trará o exame Chuunin, e será uma adaptação do filme, trazendo personagens novos, que, segundo informações, estavam no roteiro original do filme, escrito por Kishimoto. O episódio 50 é nada mais do que uma recapitulação do anime até então.

Quando veremos a explicação para isso? Só quando Deus quiser…

Pode ser clichê o que vou falar, mas sim, dá para se divertir com Boruto: Naruto Next Generations, basta desapegar ao passado, ter paciência e abraçar o novo. Ou simplesmente assistir outro anime :p

No episódio 51, exibido no dia 28 de março, foi iniciada a adaptação do filme. Vamos ver como isso será.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Pedro Ladino

Estudante de Jornalismo, Whovian, gamer e viciado em séries.

Deixar um comentário

Or