Literatura

Bienal Da Quebrada busca fortalecer a Cultura Literária nas Periferias

Escrito por Ricardo Ramos

A Bienal da Quebrada está em busca de parcerias e patrocínios para poder ser realizado. O evento tem como objetivo dar voz para autores e autoras que são das periferias, apresentando suas vivências e desafios para escrever, publicar e ter acesso à literatura. Buscando democratizar as oportunidades e florescer em um espaço dentro do mercado e universo literário mainstream.

Idealizada pelo escritor Mateus Santana, autor do livro O Amor ao Próximo é Legalizado, Pode Usar Sem Medo, a Bienal da Quebrada tem como objetivo, além dos já citados, suprir a ausência de diversidade nos expositores e frequentadores.

“Serão dez dias de Bienal. Terão palestras, rodas de conversa, workshops, oficinas e shows. Um diferencial serão as apresentações artísticas, porque a gente acredita que nas periferias existem outras formas de comunicação. Tem um monte de escritor que nunca lançou um livro, mas fez músicas como MC, tem a dança como ferramenta de comunicação e as diversas outras formas que as periferias têm de se comunicar”, explica Mateus.

O projeto também busca trabalhar com agentes de diferentes territórios brasileiros, como escolas. O plano é fazer slam escolar e concursos literários, ativando escolas em diversos estados e trazendo a competição final para dentro da Bienal.

A Bienal da Quebrada será organizada em alguma cidade do Nordeste (que ainda será escolhida). Para quem quiser contribuir com algum tipo de parceria, é possível entrar em contato com a equipe por meio do e-mail: bienaldaquebrada@gmail.com. É também possível segui-los no Twitter @bienalquebrada e no Instagram @bienaldaquebrada.

 

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Ricardo Ramos

Nerd, escritor, jogador de games, cervejeiro, rockêro e pai da Melissa.

Contatos, sugestões, dicas, idéias e xingamentos: ricardo@torredevigilancia.com

Deixar um comentário

Or