Serial-Nerd

The Outsider agrada com início promissor onde o sobrenatural abraça a realidade

Escrito por Tassio Luan

Estamos no 17° dia de 2020 e não é difícil imaginar boa parte das pessoas completamente ansiosas para as inúmeras novas produções que inundarão as nossas TV’s, notebooks, celulares e afins. A chegada de mais um ano também traz a expectativa de ver as principais séries sendo indicadas a importantes premiações como Globo de Ouro e Emmy. Por conta disso, quero um pouco do tempo de vocês para falar de The Outsider, série estreante da HBO que está adaptando a obra de mesmo nome do mestre Stephen King.

Quando o corpo de um garoto de 11 anos é encontrado na floresta da Geórgia, o detetive Ralph Anderson inicia uma investigação sobre o terrível assassinato. Evidências apontam para o treinador de beisebol local Terry, mesmo possuindo um álibi incontestável.

O Piloto, sem rodeios, já coloca as cartas na mesa sobre o responsável pelo assassinato brutal de Frankie Peterson, que muda completamente a rotina de todos da cidade, trazendo também grandes repercussões. O encarregado do caso é Ralph Anderson, interpretado pelo excelente Ben Mendelsohn (Capitã Marvel, Bloodline e Rogue One). Como todo detetive auto-confiante, ele cria um espetáculo para prender Terry Maitland (Jason Bateman) e demonstrar a sua autoridade perante o suspeito.

Bateman é um excelente destaque na adaptação e também esteve a frente na direção de dois episódios. O ator consegue entregar muito bem a posição de ser inocente, porém ao mesmo tempo, somos levados a crer que seja apenas uma atuação para cobrir o crime violento cometido.

E como estamos falando da obra de King, o fator sobrenatural não poderia ficar de fora da equação. Os episódios apresentam de forma bem modesta todo esse clima, porém dão início a um conto assustador que promete dar guinadas cada vez mais sombrias. Para quem está familiarizado com essa temática, é possível deduzir a real natureza desse caso.

HBO iniciou o ano de forma bastante satisfatória com The Outsider e a tendência, assim espero, é que a cada episódio tenhamos mais surpresas em torno desse mundo sombrio que segue a investigação. E outra: Se o verdadeiro assassino está por aí, nada impede que faça uma nova vítima. Agora que chegou ao final deste texto, o que está esperando para começar a assistir?

Até mais, e Obrigado pelos Peixes!

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Tassio Luan

Biólogo explorador do horror cósmico e de universos desconhecidos.

Deixar um comentário

Or