Gameplay Games

Ni No Kuni: Wrath Of The White Witch – Uma obra-prima atemporal

Escrito por Stenyo Araújo

O que falar de Ni No Kuni: Wrath Of The White Witch ? O que falar, de um jogo que foi projetado pelo grandioso Studio Ghibli, e é uma obra-prima da narrativa de fantasia e da jogabilidade JRPG?

A Level-5 se uniu ao famoso estúdio de anime Studio Ghibli para projetar um mundo de fantasia rico, com cenas animadas de Ghibli, resultando em um nível de qualidade e profundidade que se mantém até hoje. O compositor frequente do Studio Ghibli, Joe Hisaishi, até escreveu uma bela partitura para o jogo.

Como um jogo de 8 anos de idade ainda parece tão bem ?” é algo que eu continuava me perguntando enquanto jogava. Ni No Kuni foi originalmente lançado para o Nintendo DS em 2011 no Japão e transportado para o PS3 em 2013. Isso foi um fator crucial para o mundo conhecer essa incrível obra. Embora a nova versão  não tenha trazido muita novidade, os aprimoramentos gráficos foram suficientes para esse game.

Apesar do game seja bastante antigo, e muitas pessoas já conhecem a história, contarei um pouco da mesma, sem muitos detalhes. Acredito que muitas pessoas não tiveram a oportunidade de jogar esse game, então vamos prosseguir sem spoiler.

A história é sobre um garoto chamado Oliver, que conhece uma fada chamada Mr. Drippy, que diz a Oliver que existem dimensões paralelas. Uma grande parte da missão de Oliver é que ele precisa  ir até o outro mundo, se tornar um bruxo, e combater o Dark Djinn que capturou o Sábio. Esse começo simples leva o jogador a uma épica história de fantasia, com momentos emocionantes que lembram os contos clássicos da Disney no seu melhor. Como havia dito, não quero estragar nenhum dos eventos da trama, mas se você estiver curioso para jogar Ni No Kuni, saiba que a história é uma de suas armas mais poderosas, e é melhor seguir sabendo o mínimo possível.

Para subir de nível e aumentar seu poder, Oliver captura, treina e luta com familiares, no estilo Pokémon. Oliver e seus dois companheiros, podem ter apenas três familiares por vez. Os familiares precisam lutar para subir de nível, mas também podem ser  equipados com armas e itens melhores, alimentados com doces e comidas para aumentar as estatísticas e a compatibilidade com Oliver.

Na batalha, Oliver e seus companheiros podem lutar ou convocar familiares, que têm diferentes estatísticas e habilidades, mas todos contam com a mesma barra mágica para usar suas skills. Quando familiares são atacados, eles perdem resistência, e eventualmente não podem mais ser convocados, o que força Oliver a lutar.

Existem muitos outros elementos de jogabilidade para manter os jogadores interessados. Um pote de alquimia permite aos jogadores combinar itens para descobrir quais novos itens eles podem criar. Um grimório no jogo chamado The Wizard’s Companion  onde os jogadores coletam suas páginas, para desbloquear informações sobre itens, um bestiário, mapas e até histórias curtas com mitos e história do mundo Ni No Kuni.

Mas então, além de melhorias no desempenho,  o que mudou graficamente nessa nova versão? Abaixo temos um vídeo comparativo entre as versões para PlayStation 3PlayStation 4 Pro.

A única razão para não jogar Ni No Kuni: Wrath Of The White Witch é se o gênero RPG não faz seu tipo. Mas se for, você tem até 100 horas de jogo envolvente pela frente e essas horas não serão esquecidas.

Platina- Obrigatório

Agradecimentos à Bandai Namco, e a Level-5 pelo envio do código. O jogo foi rodado em um PlayStation 4 e também está disponível para Nintendo Switch PC.

 

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Stenyo Araújo

Gamer, Geek, Otaku , RPGista, Rokeiro, essas são as cinco palavras que me definem muito bem.

Deixar um comentário

Or