Detective Comics Quadrinhos Vitrola

Música e Quadrinhos | Uma mistura que deu certo

Escrito por Michelly Andrade

Quem não gosta de ler uma boa HQ ou escutar uma boa música, ou até mesmo juntar as duas coisas? Bem, muitas bandas fazem ou recebem homenagens dos quadrinhos através das artes nas capas dos gibis, sendo mencionadas nas histórias, tendo algum personagem baseado em um astro do rock ou até mesmo são agraciados  por alguns roteiristas com HQs totalmente inspiradas em algum álbum de determinada banda.

Vamos listar algumas vezes que isso já aconteceu nos quadrinhos. Quem sabe aquela banda que você tanto admira não esteja nessa lista e de certo modo te faça despertar o interesse por quadrinhos, ou aumentar ainda mais essa paixão.

Iron Maiden

Uma das maiores bandas de heavy metal de todos os tempos, Iron Maiden possui discos clássicos como Powerslave, Somewhere in Time, Fear of The Dark e Seventh Son of a Seventh Son, este último um álbum conceitual baseado na profecia do Sétimo Filho do Sétimo Filho, que nasceria com poderes de cura, dotado de habilidades sobrenaturais. O editor de quadrinhos da NFL Comics, Hamilton Tadeu, lançou uma edição especial de adaptação do álbum. A HQ possui 52 páginas e conta com esboços das artes, além de todas as letras do álbum Seventh Son com suas respectivas traduções.

Kiss

Kiss é uma das maiores bandas de rock do mundo, mas poucos sabem da sua grande ligação com os quadrinhos, e isso não é de agora. O Kiss foi uma das bandas que mais ganhou com licenciamento através de cadernos, bonecos dos integrantes da banda, estampas em roupas, canecas, estatuetas e até mesmo gibis sobre a banda. Foi a que teve vários títulos entre as bandas de rock. Aqui destaco uma delas publicada pela Dynamite nos EUA e possui o mesmo nome da banda. Kiss é roteirizada por Amy Chu e desenhada Kewber Baal. A história conta uma aventura dos quatro integrantes no espaço, uma espécie de ficção científica. Atualmente a banda está presente em um crossover com a personagem Vampirella (personagem esta publicada no Brasil pela Mythos Editora), também pela editora Dynamite.

The Beatles

Os Beatles foram um grande fenômeno na década de 60. Os meninos de Liverpool levavam os fãs à loucura por onde passavam. O sucesso foi estrondoso e até hoje é uma das maiores bandas da cultura pop. A ligação dos Beatles com as HQs vem de muito tempo atrás. A primeira aparição foi em 1978 numa publicação da Marvel Comics, um especial da banda intitulado “The Beatles Story”. Porém, o quarteto inglês não foi homenageado só pela Casa das Ideias; a série Five Ghosts da Image Comics na edição #12 faz referência à banda com a famosa foto de capa do álbum “Abbey Road” no qual os quatro integrantes atravessam a famosa rua onde o grande estúdio que dá nome ao álbum está localizado. Mais recentemente a editora Dark Horse publicou a HQ “O Quinto Beatle” escrita por Vivek J. Tiwary e desenhada por Andrew C.Robinson. A HQ é uma história real contada pelo empresário que revelou a banda, Brian Epstein, foi originalmente publicada na Itália, como parte do décimo aniversário da edição local da revista Rolling Stone.

Ramones

Nos quadrinhos, volta e meia crossovers acontecem. Haviam edições especiais de crossover de personagens da DC e da Marvel com histórias super divertidas, mas isso não ocorre somente entre personagens de editoras distintas. A Archie Comics promoveu um encontro entre os adolescentes conhecidos de Riverdale (agora com uma série de mesmo nome produzida pelo canal CW) e a banda punk americana Ramones. A edição se chama “Archie meets Ramones” (Archie conhece Ramones), tem roteiro de Alex Segura e Matthew Rosenberg e ilustrações de Gisele Lagace. A edição marca os 75 anos da editora, que coincide com os 40 anos da banda.

Alice Cooper

Neil Gaiman é um dos melhores escritores de quadrinhos e romancista dos últimos tempos. Ele consegue transitar entre a fantasia, contos e até para histórias voltadas ao público infanto-juvenil. Em “A Última Tentação” Gaiman conta a historia de um garoto chamado Steven que visita um antigo teatro que anuncia seu Grand Guignol. Ao adentrar o teatro o garoto conhece o Mestre do Espetáculo, que é ninguém mais ninguém menos que Alice Cooper, que irá apresentar ao menino um mundo degradado e aterrorizante. A primeira publicação da HQ se deu em 1994 e vinha acompanhada de um CD do Alice Cooper no qual a história foi baseada, chamado The Last Temptation. Em 2002 a editora Mythos lançou uma edição em capa dura remasterizada e colorida, no Brasil, contendo extras como galeria de capa e roteiro. A capa da HQ é a mesma do CD de Alice Cooper.

The Wicked + The Divine

Quem nunca se deparou, ao ler uma HQ, com um personagem que lembra muito algum ícone da cultura pop? Algum ator, cantor, que seja. Bem, muitas vezes isso pode ser involuntário, porém em outras é proposital. No caso da série The Wicked + The Divine da Image Comics, é proposital. O quadrinho conta a história de deuses que reencarnam depois de 90 anos, no corpo de jovens adultos. Eles são carismáticos, perspicazes e atraem multidões. Salvam, podem realizar “milagres” e são muito amados, verdadeiros astros. Porém, ao descobrir quem são, têm menos de 2 anos para morrer e 90 anos depois esses deuses reencarnam de novo, e assim continua o ciclo. The Wicked é escrita por Kieron Gillen e  tem ilustrações de Jamie McKelvie. Os deuses são de diversos panteões: entre eles temos a Lady Lúcifer, a personificação do Diabo na cultura judaico-cristã, e a deusa egípcia Sakhmet. Lady Lúcifer por sua vez tem traços muito conhecidos para os amantes da boa música, pois lembra muito o visual do camaleão do rock, David Bowie. Sakhmeth é baseada na cantora pop Rihanna, e há outros, como a deusa xintoísta Amaterasu que é inspirada na cantora Florence Welch da banda Florence and The Machine.

Raimundos

E não poderiam faltar também inspirações do cenário nacional. Uma banda conhecida nos anos 90 com suas músicas irreverentes, os Raimundos também ganharam uma adaptação em quadrinhos, em específico uma música deles: “Puteiro em João Pessoa“. A música foi lançada em 1994 e se tornou um sucesso rapidamente. Conta a história do ex vocalista Rodolfo na sua primeira experiência sexual. Em 1996 o famoso cartunista brasileiro Angeli, conhecido pelos seus trabalhos como Wood e Stock e Os Skrotinhos, transformou a letra da música em páginas de gibi.

Paper Girls

Na HQ Paper Girls escrita por Brian K . Vaughan com ilustrações de Cliff  Chiang, a cultura pop está muito presente, sejam nas referência a filmes dos anos 80 como “Conta Comigo” ou em programas famosos dos EUA e até mesmo onde menos se espera, como nas blusas dos personagens. Neste último caso, existem referências a duas bandas: uma é na blusa de um personagem, o qual a capa de Appetite For Destruction do Guns N’ Roses aparece, e em outro momento é possível ver o nome do grupo de hip-hop norte- americano Public Enemy.

Bônus

Chris Sims do site The ComicsAlliance resolveu transformar músicas de grandes artistas em capas de HQs. Bem, de acordo com ele a ideia surgiu ao ouvir as músicas que ele gosta, e como um estalo, ele disse:  “Ei, o nome dessa música poderia virar um quadrinho!” E assim ele transformou alguns nomes de músicas em capas de quadrinhos, tais como: Ziggy Stardust do David Bowie, Brass Monkey dos Beastie Boys, Tiny Dancer do Elton John, Turbo Lover do Judas Priest, entre outros.

E aí, gostaram das curiosidades? Obviamente, as inspirações musicais vão muito além das citadas aqui, como roteiristas que utilizam letras de músicas reais para escrever histórias ou até mesmo empreitadas musicais por parte das editoras, como a nova Canário Negro, onde a DC Comics publicou um álbum contendo as três músicas mais famosas da personagem. E você, o que acha? Faltou mencionar algo? Seria possível fazer um Música e Quadrinhos – Parte 2? Comente abaixo!

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Michelly Andrade

DCnauta de carteirinha, apaixonada por metal e sua vertentes, séries (em especial Penny Dreadful) e pelo mundo das exatas.