Literatura

Lançamentos | Belas Maldições & Solaris

Escrito por Ravel Medrado

O mês de abril traz ótimas novidades no âmbito literário, Belas Maldições e Solaris, as editoras Record e Aleph pretendem mostrar um ótimo trabalho de revisão, encadernamento e tradução para os leitores brasileiros. Solaris recebeu todo o cuidado, sendo traduzido diretamente do polonês, enquanto Belas Maldições é uma nova edição do livro, escrito por Neil Gaiman e Terry Pratchett.

Vamos conferir as novas capas e sinopses, em seguida alguns comentários, confiram:

BELAS MALDIÇÕES

BELAAAAAAAAAAS

Sinopse: ”O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, e ainda por cima antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno, residente na Terra, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Depois de quatro mil anos vivendo entre os humanos, eles pegaram um gosto pelo mundo, e o Armagedom lhes parece um evento bastante inconveniente. Então, para evitar o fim do mundo, precisam encontrar a chave de tudo: o jovem Anticristo, agora um menino de 11 anos vivendo tranquilamente em uma cidadezinha inglesa. Em seu caminho, acabarão trombando com uma jovem ocultista, dona do único livro que prevê precisamente os acontecimentos do fim do mundo, caçadores de bruxas ainda na ativa e, quem sabe, até os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Mas eles precisam ser rápidos. Não é só o tempo que está acabando… ”

Belas Maldições publicado pela primeira vez em 1990, foi resultante de uma parceria entre os autores ingleses Terry Pratchett e Neil Gaiman. Considerado um enredo de humor bastante sarcástico e inteligente, a história parodia o Apocalipse, tema que vemos posteriormente na obra Deuses Americanos de Neil Gaiman. Anjos, demônios e um anticristo cenário perfeito para uma aventura fantásticas desses dois mestres da fantasia, infelizmente Pratchett nos deixou no plano físico em 2015.

O livro será adaptado em formato de série pela Amazon, ainda sem muitos detalhes, com previsão para 2018 com co-produção da BBC. Em entrevista para o The Guardian, Gaiman disse: ”[…] O livro se tornou o livro favorito de várias pessoas. Três décadas depois, será levada às telas. Eu não consigo pensar em alguém com que preferirmos fazer do que a BBC, e eu só queria que Sir Terry estivesse vivo para ver isso.”


SOLARIS

SOLARIS

Sinopse: ”(…) Que mundo é Solaris? Talvez um ser planetário. Talvez um deus. Nesse planeta pelágico, o mar é uma entidade gigantesca, imensa e poderosa, aparentemente sem face, exceto a da vastidão das águas. Na estação orbital em que se alojam os cosmonautas enviados para estudar Solaris, acontecem as coisas mais estranhas — principalmente na materialização dos pensamentos dos cientistas, de suas lembranças, fantasias e temores. Sem que ninguém saiba exatamente como, aparecem, na estação espacial humana, simulacros de pessoas que deveriam estar na Terra, de pessoas que já estão mortas… Como chegaram até ali, ressuscitaram?!! Instala-se um clima de pânico. É como a manifestação de um deus todo-poderoso atento aos mais secretos movimentos da consciência. Enquanto isso, na superfície de Solaris, o Oceano muda constantemente de forma e aspecto, tentando fazer-se compreender em múltiplas e assombrosas tentativas de comunicação” (sinopse da edição de 1984).

Considerada uma das melhores obras de ficção científica, Solaris foi adaptada três vezes sendo adaptação dirigida por Andrei Tarkóvski considerada um clássico do cinema. Publicada em 1961 pelo polonês Stanislaw Lem, Solaris foi sucesso quase de imediato e foi traduzido deliberadamente, contudo algumas traduções receberam críticas do próprio autor, por exemplo, a primeira edição estadunidense foi traduzida da edição francesa, por isso nós somos prestigiados pela editora Aleph recebendo uma edição de Solaris com uma tradução direta do polonês.

Em resumo, os exploradores são enviados  para fazer contato com um planeta dotado de inteligência, esse é constituído de um enorme oceano. O planeta envia para os exploradores uma réplica humana, que coincidentemente é imagem e semelhança de uma pessoa do passado de um dos tripulantes. Lem desenvolve temas comuns no meio científico que até hoje são vigentes: existe vida fora da Terra? Como é essa vida?

A ansiedade é grande, dois ótimos livros estão chegando às estantes das livrarias, melhor do que um ovo de páscoa. Até a próxima.

 Escrito por RM

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Ravel Medrado

A felicidade só existe na aceitação.