Anime Cultura Japonesa Pagode Japonês

Hataraku Mao-Sama!| Um demônio e um fast food

Se tivesse que descrever este show em poucas palavras, digo, dizer do que se trata, certamente diria com um sorriso no rosto que é o anime sobre Satã trabalhando em um fast food. Enquanto diariamente nos encontramos frustrados em relação ao nosso ambiente de trabalho, ou até mesmo na constante busca por um emprego, Hataraku Mao-Sama! traz um alívio satírico a situação ao entregar uma história com um contexto bizarro e personagens divertidos.

Hataraku Mao-Sama! foi lançado em abril de 2013, sendo uma adaptação da Light novel de mesmo nome e foi produzida pelo estúdio White Fox contando com 13 episódios. A história gira em torno do grande Rei Demônio Satan prestes a vencer uma grande guerra contra os humanos, porém, em uma reviravolta, o Rei Demônio se encontra encurralado e forçado a recuar através de um portal dimensional, onde acaba no mundo humano. Incapaz de retornar, o Rei Demônio e seu servo, Alsiel, se veem forçados a viver em um mundo sem magia, onde acabam assumindo identidades humanas. Assim, Satan adota o nome de Sadao Matou e passa a trabalhar no MgRonalds, um fast food local.

Sob esse cenário, Hataraku Mao-Sama! Ilustra diversos aspectos da vida cotidiana através de um lorde demônio tentando se adaptar a vida como um ser humano, os quais o mesmo lutou contra durante anos. É uma comédia que embora simples e construída a partir de diversos conceitos saturados, consegue entreter o espectador pelo absurdo que é explicar este anime.

Self-explanatory reference

Não me entenda errado, mas não acredito que seja um anime tão bom assim. De fato, acredito que seja difícil opinar sobre uma comédia, especialmente como Mao-Sama, mas ainda sim valeu à pena ter assistido. E embora não possua nenhum elemento extraordinário se não sua comédia baseada no contraste do ambiente com seus personagens, Hataraku Mao-Sama consegue surpreender por sua qualidade de humor e caracterização.

É um anime que todos podem se relacionar como mostrado ao ilustrar o drama de Maou para conseguir uma promoção no MgRonalds, ou os esforços de Alsiel para controlar as despesas de ambos enquanto vivem em um apartamento minúsculo. São essas situações que tornam Mao-sama uma experiência tão agradável e engraçada, que dão um senso de realidade e responsabilidade aos personagens.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Luis Alex Butkeivicz

Estudante colegial, fã da cultura pop japonesa moderna e contemporânea aka otaku e escritor

Deixar um comentário

Or