Literatura

Literatura | Medieval

Escrito por Ravel Medrado

Orlando (1992)

Talvez o título desse texto seja equivocado. Os livros aqui citados se passam em um cenário medieval: castelos, cavaleiros, reis, rainhas e etc, porém não foram escritos exatamente no medievo. A maioria é desprovida de fantasia entregando o cru humano da época: da sarjeta ao mais alto cargo nobiliárquico. Fugi dos livros mais populares como As Crônicas de Gelo e Fogo, O Senhor dos Anéis, Pilares da Terra e Brumas de Avalon, contudo alguns clássicos são indispensáveis.

Merlim

MERLIm

O bom velhinho, mago, famoso nas lendas de Rei Artur tem raízes em lendas mais sombrias: Merlim seria filho do demônio. O ”livro” Merlim de Robert de Boron (XII ou XIII – ?) não resistiu muito ao tempo e boa parte da história se perdeu sobrando apenas partes em prosa. O poeta francês também foi responsável por dar eloquências as lendas arturianas e as aventuras do Santo Graal. A história como um todo não é maçante para quem gosta de magia e das lendas do Rei Artur, contudo a história é bastante relacionada com a cristandade diferente de outras versões. Atualmente o livro é publicado pela editora Imago (Coleção Lazuli) aqui no Brasil.

Orlando

CAVALO

Livro da inglesa Virginia Woolf publicado em 1928, Orlando: uma biografia, se inicia em uma Inglaterra recém saída do período Medieval acabando no século XX. Orlando apesar de ser uma ficção possuí traços de veracidade, vide a vida de Vita Sackville-West, amante da autora, perdeu suas posses por ser mulher, o que acontece também com o jovem Orlando ao se tornar uma mulher e ganhar mortalidade. Orlando se vê diante de diversos dilemas sociais perante a sociedade  inglesa após sua metamorfose, a crítica da autora é sagaz à sociedade inglesa da época. A adaptação cinematográfica de 1992 conta com Tilda Swinton (Doutor Estranho, Precisamos Falar Sobre o Kelvin) interpretando Orlando.

O Nome da Rosa

CAVALO

Sem sombras de dúvidas O Nome da Rosa (1980), obra escrita pelo italiano Umberto Eco, é um dos maiores romances do século XX. Desprovido de épicas batalhas ou romances burgueses, O Nome da Rosa se passa em uma abadia no séc. XIV onde uma série de assassinatos entre os clérigos leva Guilherme de Baskerville e seu pupilo Adso de Melk a investigarem os casos. Além desse plano de fundo pra lá de Sherlock Holmes, o enredo envolve bastante filosofia. Há também a adaptação protagonizada por Sean Connery (Os Intocavéis) de 1986.

O Físico

CAVALO

Para ler sobre o livro mais detalhadamente, clique aqui e leia nossa resenha.

O Cavaleiro Inexistente

CAVALO

Peço perdão por não lembrar tanto do enredo, mas me lembro: é uma história irônica. Italo Calvino, italiano, me fez dar boas risadas, a história, escrita em 1959 é bastante curta, é narrada por uma freira em um convento (teria Umberto Eco se inspirado? A história também é narrada por um frade) contando as peripécias de um cavaleiro que não existe, mas pelo menos preenchia uma armadura e o fez batalhar ao lado de Carlos Magno.

Os Bórgias

CAVALO

Envenenamentos, mutilações, incesto e adultério, eis o cenário perfeito para o romance do italiano Mario Puzo: a Itália pré-renascentista. Se o Poderoso Chefão, do mesmo autor, nos conta a saga da família Corleone, nessa obra seguimos a trajetória de Os Bórgias que realmente viveram na Itália entre os sécs. XV e XVI. Diferencia-se de outras obras biográficas por introduz elementos romantescos deixando a obra empolgante, foi publicada em 2001. Os Bórgias possuem até na contemporaneidade influência: seja nas séries, teatro e quadrinhos. Como esquecer da beleza de Lucrécia Bórgia?

Rangers Ordem dos Arqueiros

Rangers

Rangers Ordem dos Arqueiros foi finalizada com 12 volumes, escritos pelo australiano John Flanagan. A publicação no Brasil começou em 2009 (Ruínas de Gorlan) e foi finalizada em 2015 (Arqueiro do Rei), com certeza uma obra que abrange todas as idades. O ”mundo” de Ordem dos Arqueiros na verdade é a própria Terra com algumas modificações, o inicio da história se passa em Araluen (retrato fiel da Inglaterra) passando em outros países ao decorrer dos volumes. Com arqueiros, cavaleiros e um pouco de magia, Rangers nos traz uma boa jornada do herói, de inicio com alguns clichês e aos poucos se tornando uma obra totalmente prazerosa de se ler. Uma adaptação está (ou estava) prevista para 2017.

Espero que desfrutem das indicações, tenham uma ótima leitura.

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Ravel Medrado

A felicidade só existe na aceitação.