Cultura Japonesa Mangá Pagode Japonês

Ghost In The Shell | Páginas que foram censuradas do mangá

Escrito por Guilherme Chaves

Graças ao relançamento na CCXP, muito começou a ser falado sobre a censura de algumas páginas do mangá GITS (Ghost In The Shell), e dada a repercussão do caso, a curiosidade também bate forte no leitor para saber o por quê do acontecido.

[AVISO: CONTEÚDO ADULTO ABAIXO, SÓ CONTINUE A LEITURA DA MATÉRIA SE FOR MAIOR DE 18 ANOS]

Censura nunca é algo bom. Porém, especificamente nesse caso, o próprio autor da obra, Masamune Shirow, foi o responsável pelo feito, alegando sentir vergonha pelas páginas. Confira abaixo todos os detalhes:

Página 52 censurada, refeita para o mangá:

gitsh


Mesma página sem censura, onde mostra uma cena de sexo:

gitsh1gitsh4


Páginas 53 e 54 retiradas do mangá:

gitsh2gitsh3

Inicialmente, a decisão de Shirow, foi tomada quando a obra foi traduzida para os EUA. A censura também aconteceu na publicação da Alemanha logo depois, mas nesse caso não se sabe se foi proposital, já que a publicação era adaptação da tradução americana.

O mangá, que será publicado pela editora JBC, tem previsão de lançamento para a CCXP (Comic Con Experience), e sua adaptação para os cinemas, estrelada por Scarlett Johansson, tem previsão de estreia para 30 de março de 2017.

Mesmo tendo duas páginas retiradas, a alteração nada influenciou no desenrolar da história. Ou seja, a qualidade da obra ainda continua intacta, sem comprometer a continuidade. Mas, mesmo assim, ainda gera polêmica e controvérsias entre os leitores, afinal, censura é censura. Vocês concordam com a decisão do autor? Deixe a resposta nos comentários!

Comentários
Compartilhar

Sobre o Autor

Guilherme Chaves

Líder comercial de dia, estudante de Administração Pública de noite e redator da Torre nas horas vagas.